Com aditivo assinado construtora deve concluir obras de UTI em outubro

 

Aditivo no valor de R$ 210 mil vai garantir conclusão da obra, que ocupa mais de 800 m²

 

 

O deputado estadual Pedro Lupion (Dem), anunciou na tarde de ontem, 15, a assinatura do aditivo – no valor de R$ 210 mil – que faltava para a conclusão das obras da Unidade de Tratamento Intensivo adulta (UTI), construída em anexo ao Hospital Regional do Norte Pioneiro, em Santo Antônio da Platina.

 

O chefe do escritório regional da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná, com sede em Santo Antônio da Platina, Ivan Pereira Marques comentou que a obra ficou mais de um ano parada por conta de pequenos detalhes que não constavam no projeto original, e que cada alteração é obrigada a passar por uma série de trâmites legais, que causa lentidão em todo o processo.

 

“São medidas que asseguram que a obra seja feita dentro das exigências legais, porém, todo esse processo é moroso”, explicou contando que a intermediação do deputado estadual Pedro Lupion foi fundamental para a liberação do aditivo. “Tivemos uma ajuda inestimável do deputado Pedro Lupion em toda a história da UTI adulta de Santo Antônio da Platina. Desde a sua criação até agora, quando precisamos da liberação do aditivo. É preciso reconhecer o seu esforço”, afirmou.

 

Segundo o engenheiro, faltam providenciar cortinas especiais (as que constavam no projeto eram simples), parte do isolamento com vidro temperado, fechamento do grupo gerador (para evitar vandalismos), vedação da unidade externa do ar condicionado (também para evitar atos de vândalos), escada de acesso a todos os maquinários da ala (chamado Coração da Unidade, que também não constava no projeto original), e outros detalhes, a maioria na parte externa do prédio.

 

“A escada, por exemplo, é grande e não fazia parte do projeto original. As cortinas são especiais, e o proprietário da construtora terceirizou a confecção delas para não correr riscos de erros. Entretanto, são detalhes que impediam o funcionamento da ala. A UTI neonatal tem tudo perfeito. A adulta também que estar perfeita também. São vidas que vão para lá para serem salvas. Não pode haver falhas”, afirmou o engenheiro.

 

A unidade ocupa 840 metros quadrados e vai oferecer 10 leitos. Ao todo, a construção ficou em mais de R$ 3.800 milhões.

 

Os trabalhos já foram retomados e segundo o proprietário da Construtora Montana Ltda, responsável pela obra, José Alécio Razente, a conclusão definitiva está marcada para o dia 10 de outubro.

 

 

Após o término das obras, o Consórcio Intermunicipal de Saúde – Cisnorpi- que gerencia o Hospital Regional do Norte Pioneiro – fará a instalação dos equipamentos, que já estão no local, e também deverá chamar os funcionários que passaram no Processo Seletivo Simplificado em julho do ano passado. O credenciamento de médicos plantonistas  e treinamento da equipe de enfermagem dependiam da conclusão da obra.

 

Legenda- Ao todo serão 10 leitos, que serão somados aos outros 10 da UTI neonatal

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *